sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Os “desconhecidos”

Ouve mensagens de pessoas que não estavam na minha lista, amigos de amigos ou conhecidos, alguns eu conhecia de vista, tinha trocado algumas palavras, nada profundo no entanto, e estas mensagens foram duras, sentimento puro, sem meias palavras ou mesmo (e posso estar errado) sem reflexão profunda de alguns, e também com reflexões bem relevantes e aprovação.
Esses, que não me conheciam bem, e não tinham lembranças boas sobre mim, não sabiam quem eu era, tinham no meu ato uma única visão sobre mim. Alguns criticaram duramente, dizendo que não era coisa a se fazer.
Aqueles que conheciam amigos que sofreram com minha mentira, me condenaram.
E também teve os que acharam pontos positivos e apoiaram.

Nenhum comentário: